Thursday, 4 September 2008

Eles andem aí... arraçados de arco-íris

Diz que disse que o cruzeiro hetero também já está a caminho, depois vem o cruzeiro dos ursinhos de peluche, o do Pai Natal e no final vão todos com o coelho ao circo...
Para notícias non-sense, non-sense e meio!
Fica a pergunta... Um cruzeiro gay é diferente de qualquer outro cruzeiro?


Notícia PortugalDiário:

O luxuoso cruzeiro «Celebrity Constellation» chegou esta manhã ao porto de Lisboa. Lá dentro viajam 1.900 homossexuais, 95 por cento dos quais são homens, informa a revista Timeout.

Os passageiros vão passar cerca de 28 horas na capital. «As pessoas vão poder explorar Lisboa à-vontade, mas de certeza que à noite vão querer visitar alguns bares e discotecas», disse Oscar C. Yuan, vice-presidente da empresa Atlantis Events, organizadora do cruzeiro.

Vários bares e discotecas lisboetas prepararam-se para receber os passageiros do cruzeiro gay, com festas e programações especiais.

O porto de Lisboa foi escolhido para esta paragem por se encontrar a meio do trajecto e porque os norte-americanos, em maioria no cruzeiro, conhecem muito pouco da capital portuguesa.

O «Celebrity Constellation» saiu de Londres no dia 30 de Agosto e chega a Barcelona no dia 9 de Setembro.

18 comments:

enginethrobs said...

Se for semelhante à camaradagem do Trombas... está tudo dito.

Emanuel said...

Este artigo interessa-me...respondendo à questão do Édipo, a resposta é:
Não, este cruzeiro não é um cruzeiro normal, e não o é porque, as pessoas que o gerenciam e organizam fazem com que não seja, tornando-o numa notícia como se vê. As pessoas que vão nele, alinham nesta ideia de cruzeiro diferente e posso acreditar que a sua chegada a Lisboa não vai ser calma nem "normal" muito pelo contrário, numa tentativa de chamar a atenção. E por fim, não é normal porque se o fosse, não havia este furdunço todo em volta, sendo que se exigiria num cruzeiro luxuoso como foi descrito o requinte da discrição.

DEON said...

Casamentos irão desfazer-se, namoros passar à história...vai ser lindo, manas! o_O

HEFESTION said...

Eu acho um piadão esta postura blasé de que a historia do cruzeiro é uma bobagem... quando vivemos numa repressão gay horrível em Portugal...todo mundo é muito geek e intelectual de merda até levar um enxerto de porrada na rua por andar de mãos dadas com o namorado... a diferença é que se fores à esquadra dar queixa, ainda é humilhado.Esta cena bué natural por aki(espaço físico e não virtual, quero dizer) de falar mal daquilo que não se pode ter...muito queixinho no ar quando sai-se na noite gay em lisboa e os lugares são de um gueto nauseante, a musica é um vomito do caralho e aquilo esta tomado de BICHONAS FEIAS... qualquer pessoa que tenha um profile numa página qualquer de engate, já viu pelo menos 50% de homens melhores lá do que nos sitios gays... tenho certeza que neste cruzeiro, pelo menos, as pessoas eram tratadas com respeito e de certeza que deram umas fodas fenomenais...que um qualquer hetero-branco-heterosexual, que não sofra preconceito nenhum, escreva com deboche do cruzeiro, eu até entendo... agora outros gays, a fazer esse muxoxo de nojo de "ah, não precisa disso, estão a fechar-se num mundinho só deles" é coisa que eu não entendo... O que é a vida gay em Portugal senão um refúgio na casa de amigos ou estômago para engolir estes sitios gays maravilhosos que temos para frequentar aqui?isso ou fugir para Madrid de vez em quando para brincar ao Pride...
FODA-SE QUE EU ESTOU COM O DIABO NO CORPO HOJE, HAHAHAH!

TWolf said...

Bom, depois de ler os comentário do site IOL áquela noticia, senti-me obrigado a comentar lá tb, mas como tenho quase a certeza que não vai passar a censura (que deixou passar os outros ocmentários infelizes) deixo-o aqui... Não sevre de nada em relação aos idiotas que lá andam, mas pelo menos desabafo.

Ora bom dia, antes de mais agradeço a todos e todas que, não sendo gays, tentaram defender quem não tem defesas legais.
Mas infelizmente já viram que não vale a pena, onde houver alguma área de escrita, seja blog ou fórum, o português mesquinho vai sempre optar por dizer mais mal do que bem, não é por maldade, é genético.

Hoje em dia as pessoas têm acesso a vastas quantidades de informação (e desinformação), por isso não há desculpa para os "sô doutroes" de escritório, com cursos tirados na "querida Maria" continuarem a ver os gays com desdém. são as mesmas pessoas que põem os brasileiros,"Kroatas", ciganos e negros todos no mesmo saco e, como não há gays a matar e roubar (pelo menos em grupo), não podem apontar um mal específico a essa "comunidade". Não sei se em pequenos os chamaram àparte na escola, deram-lhes uma paulada na cabeça e explicaram "gay é mau!", o certo é que não vale a pena tentar argumentar com essas pessoas, donas da verdade absoluta.

Proponho antes descer ao seu nível a mandar apenas um "Vai levar no c*!" (usando o asterisco para simbolizar que está bem fechadinho) e rematar com "...e queira Deus nosso-senhor que não gostes!" (usa-se o nosso-senhor para ele ficar a pensar que somos o padre da sua aldeia).

Continuação de bons posts. ;)

Édipo said...

enginethrobs: Não sei. Não os vi. Devem ter-se escondido todos. Só me disseram que viram uns quantos no Trumps na quinta à noite. ;-)

Emanuel: E os outros artigos não te interessam? :P Estou a brincar!
É esse "chamar a atenção" que eu não concordo. É um "chamar a atenção" semelhante ao que acontece no pride, em certo sentido. Mas isso sou eu que penso assim. Outros não concordarão...

deon: As "manas" não se deixam afectar tão facilmente. A não ser que haja uma campanha da Martini ou Nespresso em Portugal nos próximos tempos! lol

hefestion: Como é normal em nós, discordamos. E ainda bem, se não isto era demasiado calminho. ;-)
Repressão vive-se na Turquia, Índia, etc. Em Portugal? Há apenas medos e armários.
Os espancamentos, humilhações, etc acontecem com qualquer grupo excluído da sociedade. É compreensível, ainda que não aceitável. Cabe aos "excluídos" excluirem essas situações da sociedade.
Prefiro ir para a noite gay nauseante de Lisboa, que ficar em casa a olhar para o tecto e esperar que o país se torne melhor. Os ghettos só são ghettos se as pessoas os tornarem nisso. Há muitos exemplos de bares/discos em que há um pouco de tudo. Posso fazer um post sobre isso se quiseres.
Quanto aos gays comentarem essa notícia, estás a contradizer-te. Aprovas um cruzeiro gay e que isso seja publicitado mas não um ghetto? Afinal um cruzeiro gay não é também um ghetto?

twolf: Excelente comentário. Nada mais há a dizer. ;-)

Tix@ said...

Chegueiiiiiii!!!

Mas que se passa aqui? Há vida novamente neste blog.. yupi.... e já estão ás turras uns com os outros?

. Mas o que interessa se ha cruzeiros e que nomes lhes dão? Só vai quem quer... e quem quer ir que se divirta... olha eu nao sou gay e gostava de ir.. hihi, cruzeiro é cruzeiro e desde que haja boa gente pouco interessa o nome que lhe dão!

. Em Junho o Enginethrobs disse-me relativamente a estar triste por nao ter conseguido bilhete para a Madonna: "enginethrobs said...

Marginal Tixa: Não podes estar triste... Como é possível estares triste?
Claro que os bilhetes alguma vez na vida teriam de esgotar... por isso é que há gayjos e gajos..."

POIS É... aqui a GAJA consegiuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu yeahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
e ao mesmo preço! VOU VER MADONNA!
Pronto, ja descarreguei a minha alegria aqui pa ver se vos contagio!

. Á.. já agora.... podiam vir p o meu cantinho, tá td convidado: http://tixa13.hi5.com

Beijossssssssssssssssssssss

sagitarius said...

ganda rantréé, parece que ouvi falar em guerra é verdade? hum?

por mim foi um bom regresso do twolf e da tix@, gostei síseñor

entao até amanha a todos lol

besos

enginethrobs said...

Olá Tixa, desculpa só escrever agora, mas como eu deixei de vir aqui depois de ler as explosões de energia negativa, não pude comentar a tua GRANDE explosão de energia positiva (e bem justificada) de teres conseguido ir ver Madonna.
E só no concerto é que me disseram que tinahs oncseguido bilhete!
BOA, GAJA!!!! Atenção, que tem uma vírgula entre o boa e o gaja... ;)

Édipo, vou copiar a ideia da Tix@, sabem onde me podem visitar...
Abraços ;)

Édipo said...

Já visitei. Não comentar lá não significa que não visite. ^_^
abraço

Ps - Não te deixes afectar por "explosões de energia negativa". ;-)

Édipo said...

Tix@: Bem-vinda de volta! Espero que tenhas gostado do concerto da sôdôna Mandona. ;-)

beijos

Tix@ said...

:)

Obrigada!

Gostei... Só que achei que a ganancia dos promotores (ou sei lá quem.. quero é culpar alg) levou a vender bilhetes a mais. Houve então os sortudos que viram bem, houve os que viram lá longe (eu.. em em bicos de pés...lol) e houve ainda os que nem o palco conseguiram ver!

Mas acho que a moça não tem culpa disso.. e lá que deu um bom espetáculo deu! Vim rouca de tanto cantar... dores de pés de tanto dançar e dores de costas de tantas horas em bicos de pés...lol

Mas quem corre por gosto não cansa! Foi divertida a viagem até a capital!

bjs

enginethrobs said...

Édipo, abraços!

HEFESTION said...

Desculpe, Édipo: a vida gay em Lisboa é maravilhosa.Há opções para todos os gostos.Podes andar de mãos dadas na rua, dizer no trabalho que vais levar o companheiro ao jantar da empresa, alugar um apartamento e dizer que vais morar lá com o companheiro, ir a qualquer lugar em Lisboa(Portugal) e poder estar como uma pessoa, como um cidadão. Desculpe, eu sou um pessimista. A noite de Lisboa por exemplo não está tomada de lugares maus, música de merda e bichonas e bichinhas a comportarem-se como miúdas de 12 anos... peço desculpa, não sei onde ando com a cabeça! :(

Édipo said...

Não é maravilhosa... mas também não é tão má como a pintam!
De facto há mesmo opções para todos os gostos, desde o bairro alto às docas (ex. Maria Lisboa) e outros locais.
Quanto ao andar de mãos dadas na rua, podes fazê-lo. Já vi quem o fizesse a descer a rua do chiado ou no bairro alto. Está circunscrito a certas zonas, é verdade, mas isso também se passa noutros países. Olha para Londres ou Madrid por exemplo, há bairros onde isso é mais provável de ver (Soho; Chueca; etc) e que não são necessariamente bairros exclusivamente gays. Portanto, não é assim tão diferente. O que é diferente é a dimensão. Nesses sítios vês mais gente a fazê-lo. É só uma questão de números e não de falta de oportunidades para fazê-lo.
Quanto ao apartamento, anda à procura de um com o meu companheiro e até agora não sentimos qualquer discriminação. Em geral, os senhorios em Lisboa querem dinheiro. Não querem saber se chupas pilas.
O poderes ser um cidadão como os outros depende da nossa vontade. Ser pessimista em nada ajuda a isso.
Os "lugares maus, música de merda" encontras em todo o lado, gay, hetero ou afins. É uma questão de "mentalidade da noite" portuguesa e do conceito de bar/discoteca.
Quanto às "bichonas e bichinhas a comportarem-se como miúdas de 12 anos" é verdade sim. Mas também tens heteros a comportarem-se como miúdas de 12 anos... é o efeito morangos com açúcar.
Portanto, deixemos de ser pessimistas e esperar sentadinhos no sofá que as coisas mudem.
SPor exemplo, se mais pessoas como tu e eu fossem aos sítios de "bichonas e bichinhas a comportarem-se como miúdas de 12 anos" esses sítios deixavam de ser só de "bichonas e bichinhas a comportarem-se como miúdas de 12 anos" e teriam uma maior variedade. E quem sabe a música não mudasse...?
É assim que penso, quando vou a esses sítios.

HEFESTION said...

Ok,Édipo.Venceste. O mundo é lindo e eu sou um chato.Por que eu não sou uma bicha pop?Minha vida seria mais fácil!!! LOL

F3Pax said...

Eina eina! Olá pessoas do blog mais castiço do Portugal! Já tinha saudades destas malucas à cacetada, lol, como pude esquecer isto? Sim, eu esqueci-me completamente que costumava ler isto, teve parado e tal e puff, fez-se o chocapic!

Olha, eu é que nao me importava nada de ir nesse cruzeiro se fosse tão bom como as férias que tive (num ghetto dos grandes diga-se de passagem, Cherry Grove em Fire Island, NY)!
E prontos, deixa lá continuar a actualização!

llq said...

this is soooooooooooooooooooooooo gorgeousbridal jacket